OGG/pt BR

From Audacity Wiki
Jump to: navigation, search
OGG


Warning icon Este é um trabalho em progresso da tradução para o/ this is a work-in-progress translation to Português brasileiro of OGG.
OGG is strictly an open, free container format for digital multimedia, but the term is commonly used to refer to the high-quality lossy compressed audio file format known as OGG Vorbis (in other words, Vorbis-encoded audio inside an OGG container). Audacity fully supports OGG Vorbis.
Another codec commonly used in OGG containers, the Speex lossy compressed codec optimised for speech, is not yet supported by Audacity.


Warning icon Gale: Thank you for translating some Wiki articles. I just want to mention that you could translate the text we show for links where they are not a proper noun like "OGG" or "SuperPlayer". We should not translate the name of the link itself. For example, you could translate the link Variable bit rate as translation of variable bit rate by adding a pipe symbol " | " after the name of the linked

page, then add translated text for the link. When the linked page is translated, the link can be redirected to the translated page thus: [[Variable bit rate/pt_BR|translation of variable bit rate]]. You can remove this when you have read it.


Codificação e definições de qualidade

OGG Vorbis (comumente denominado "OGG") difere dos populares MP3 perdas em formato comprimido que ele não usa explícito bit rates na sua qualidade definições. Quando exportam para OGG no Audacity, você escolhe uma definição de qualidade de 0-10. Isto diz muito aproximada do codificador um número médio de bits a utilizar para a codificação, a fim de manter a qualidade em virtude da natureza do material. Esta é uma forma de variable bit rate encoding where extra bits are used when the audio is harder to encode, and less when the audio is simpler. This avoids the fluctuations in quality that can often be perceived with many fixed bit rate encodings.


Convém notar que OGG não inclui uma taxa de bits codificação de modo controlado, mas isto não dá bons resultados e Audacity não apoiá-lo. Seu principal uso é restrito para streaming durante ligações.

While MP3 does allow for variable bit rate encoding, generally speaking OGG provides the same quality for a lower filesize compared to MP3, or looked at another way, higher quality for the same filesize.

Estas são as taxas de bit nominal implícita OGG qualidade para cada configuração:

Quality Bit rate
-q0 64 kb/s
-q1 80 kb/s
-q2 96 kb/s
-q3 112 kb/s
-q4 128 kb/s
-q5 160 kb/s
-q6 192 kb/s
-q7 224 kb/s
-q8 256 kb/s
-q9 320 kb/s
-q10 500 kb/s

O padrão de definição de qualidade de OGG exportação no Audacity é-Q5, implicando uma taxa de bits de cerca de 160 kbps. Embora as opiniões sejam sempre subjectivas, muitos consideram que esta qualidade deve ser "transparentes" para ouvir casualmente - ou seja, sem perdas facilmente perceptíveis em comparação com o áudio original. O consenso poderia provavelmente ser que a utilização de MP3, de uma taxa de bit variável codificação em 192 kbps ou superior (com maior tamanho do arquivo resultante) seria necessário para obter qualidade semelhante. Atualmente, a variável taxa de bits MP3 codificação só é suportada em Audacity Beta 1.3.3 ou posterior.

Metadata tags

OGG suporta metadados etiquetas contendo faixa, título, artista informação semelhante ao padrão ID3 Tag para MP3. OGG tags serão totalmente apoiada no próximo Audacity Beta (1.3.4) na versão que eles podem ser visualizados e editados usando o Metadata Editor no menu Arquivo.

Importing multiple stream files

Existe um problema conhecido ao importar um arquivo OGG que include múltiplos OGG codificados áudio, Audacity que só pode acessar o primeiro fluxo lógico de tal arquivo. Múltiplas stream OGG são freqüentemente encontrados em que o arquivo foi criado ou gravado a partir de uma fonte de streaming de rádio e, normalmente, a cada canção será um indivíduo stream. Como resultado você pode encontrar após a importação de uma longa OGG Audacity que irá exibir apenas os primeiros minutos (ou a primeira música) no arquivo. Este é um problema comum partilhada pela maioria dos instrumentos de apoio OGG. A solução geral é mais fácil para converter o arquivo OGG para WAV antes de importá-la no Audacity. Você pode converter de OGG a WAV em SuperPlayer  para Windows, FFMPEGX  em um Mac, ou mplayer  no Linux.

Em alternativa, os usuários podem adicionar o iTunes OGG apoio para o iTunes, instalando o OGG codecs for QuickTime  ou Oggdrop . Você pode, então, converter OGG a WAV ou AIFF pelo controle ou clicando com o botão direito do mouse sobre o arquivo no iTunes e utilizando o "Converter a" opção no menu de contexto.

A edição direta sem re-codificação

If you import an OGG file into Audacity and then re-encode it by exporting it as an OGG, the exported file will be of lesser quality than the original OGG. Some quality loss is inevitable whenever you encode to a lossy format. MP3 users face exactly the same problem when importing, editing and exporting an MP3 file.

If you only want to do simple volume edits of OGG files such as normalisation or fades, or if you want to cut or join OGGs, it's possible to use tools other than Audacity to do so without re-encoding. In these tools, the OGGs are not decompressed upon opening as Audacity does, which then requires them to be lossily re-encoded, but are opened and edited directly without losses. A recommended Windows tool for direct editing of OGGs is Ogg Cutter . Alternatively there is vcut which is a command line OGG cutter. This is available in the Vorbis tools packge for Windows  and Linux . The vcut syntax is:

vcut infile.ogg outfile1.ogg outfile2.ogg [ cutpoint | +cutpoint]


where cutpoint is a sample number. If the cutpoint is prefixed with '+', the cutpoint is an integer number of seconds.

Ver também

  • OGG artigo em inglês.

Ligações externas